Favoritismo, vantagem do empate e segundo jogo em casa: jogadores falam sobre as quartas de final do Capixabão 2019

Por Alberto Borém – Assessoria de Comunicação

Em comum, a derrota na última rodada da fase inicial. Fora de casa, o Vitória foi derrotada pelo Rio Branco de Venda Nova. Mandando seu jogo no Kleber Andrade, o Atlético-ES foi prejudicado pela ausência de enfermeiros. O encontro entre as duas equipes define quem passa para a próxima do Capixabão.

– É um jogo muito importante, precisamos esquecer a última derrota, que só decidiu a posição na tabela. Vamos fortes para matar o jogo e decidir a classificação logo no primeiro confronto – respondeu Léo Breno.

Favoritismo

A partida entre Vitória e Atlético-ES é a reedição da final da última Copa Espírito Santo, em que o Alvianil foi superior e conquistou o título. A última vez que as duas equipes se enfrentaram foi pela primeira rodada do Capixabão, ocasião em que o Vitória também foi superior e venceu. São ao menos três jogos sem derrota para o Galo da Vila. Sobre um possível favoritismo, Rodrigo César respondeu.

– Não vejo esse favoritismo, o Atlético é uma grande equipe. No primeiro jogo as equipes estavam se formando, agora é outro campeonato. Pregamos respeito, acredito que será um jogo muito difícil. A equipe que estiver mais concentrada, mais focada, sairá com a vitória – disse o capitão Alvianil.

Vantagem do empate

Por ter terminado entre os quatro primeiros, o Vitória decide o confronto dentro de casa. Com a vantagem, a equipe pode até ser derrotada no Sumaré e, se dentro de casa, vencer pelo mesmo placar da derrota (ex: 2 a 1 Atlético-ES no primeiro e 2 a 1 Vitória no segundo), seguirá para a próxima fase.

– É bom utilizarmos as armas que temos. Vamos pro jogo pensando em ganhar, mas caso seja necessário, a regra poderá nos ajudar. O importante é a classificação – disse Ferrugem.

Assim como o zagueiro, o lateral Thainler, um dos poucos presentes, como titular, em todos os jogos da primeira fase, falou sobre a vantagem de empatar. O discurso é similar ao pensamento de todos os atletas, que trabalham para vencer a partida, mas que possuem a vantagem pela boa campanha na primeira fase da competição.

– Nosso pensamento é não levar gols, sempre buscamos isso, nunca pensamos no empate ou em segurar o jogo. Sempre vamos para vencer – declarou o lateral.

A equipe treina nos dois próximos dias para enfrentar, fora de casa, o Galo da Vila.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!