Vitória perde para a Desportiva, em clássico com lance polêmico

Águia Azul faz boa exibição, mas fica com um a menos, após pênalti contestável, e sofre a virada no segundo tempo

Estádio Salvador Costa, Vitória-ES     19/08/2017

Henrique Montovanelli - Assessoria de Imprensa e Comunicação 

 

Vitória e Desportiva Ferroviária cumpriram a expetativa e fizeram um grande clássico, no estádio Salvador Costa. A partida foi marcada por reencontros entre jogadores que atuaram pelos dois clubes, mas também por um lance polêmico, que foi determinante no resultado. Com boa exibição, a Águia Azul saiu na frente, mas ficou em desvantagem numérica, após pênalti contestável, e perdeu para a Desportiva, por 2 a 1, pela quinta rodada da Copa Espírito Santo.

Bem posicionado em campo, o Vitória fez um ótimo primeiro tempo e abriu o placar aos 37 minutos, com o meia Carlos Vitor, que escorou cruzamento certeiro do atacante David Dener. A Desportiva, que já tinha chegado com Edinho, respondeu com o atacante Diego Neves e viu o goleiro Fernando Subtil fazer grande defesa. O lance crucial do clássico, entretanto, aconteceu logo no início do segundo tempo, quando o meia Edinho tentou cruzar e acertou Miguel.

Em duas decisões polêmicas, o árbitro Rudimar Goltara viu mão do lateral-direito alvianil e o expulsou, após aplicar o segundo cartão amarelo. O próprio Edinho cobrou o pênalti e empatou o placar, aos 16 minutos. A Desportiva aproveitou a vantagem numérica e conseguiu a virada, aos 26 minutos, com David, de cabeça, aproveitando escanteio cobrado por Sorriso. Mesmo com um a menos, o Vitória jogou de igual para igual e tentou o empate, mas não aproveitou as chances criadas e esbarrou no goleiro Felipe, que fez boa defesa em chute de Hercules.

Com a derrota indigesta, o Vitória permanece na terceira colocação da Chave B da Copa Espírito Santo, com seis pontos, um ponto atrás do segundo colocado Atlético Itapemirim, enquanto a Desportiva lidera com 12 pontos. A Águia Azul folga na próxima rodada e volta a encarar o rival grená no dia 02 de setembro, no estádio Engenheiro Araripe. Apesar do resultado negativo e do lance polêmico, o técnico Wagner Nascimento preferiu não comentar sobre a arbitragem após a partida e enalteceu o desempenho do time alvianil.

“Até o lance do pênalti, a gente vinha fazendo um bom jogo, conseguimos neutralizar as ações ofensivas da Desportiva e estávamos conseguindo criar situações ofensivas e com a saída do Miguel ficamos com um a menos e acabamos nos expondo um pouco mais. Tentamos, com as substituições, manter um padrão, aonde conseguíssemos manter a nossa proteção e sair para os contra-ataques para buscar os gols e conseguimos até criar algumas situações, mas não fomos eficazes nas finalizações. Mas, de uma forma geral, o grupo hoje se superou demais. O que os atletas demonstraram hoje em campo, é um pouco daquilo que o Vitória tem que ser daqui para frente. Muita disposição, muita luta, independente de ter saído daqui com o resultado negativo, dou parabéns para o que o grupo por aquilo que fez no jogo de hoje”. 

 

VITÓRIA: Fernando Subtil; Miguel, Léo Alves, Wesley e Ayrton; Caetano, Ramon, Mádisson (Ratinho) e Carlos Vitor (Hercules); Thalis e David Dener (Wilker). Técnico: Wagner Nascimento.

 

Público Pagante: 873
Renda: R$ 11.620,00

 

Foto: Henrique Montovanelli/VitóriaFC


Fale conosco ou venha nos visitar



Estádio Salvador Venâncio da Costa
\Av. Joubert de Barros, 333 Bento Ferreira
Vitória – ES - CEP 29050-720

Fundado em 01 de outubro de 1912
SEDE PROPRIA: Estádio Salvador Venâncio da Costa
Av. Joubert de Barros, 333 – CEP 29050-720 Bento Ferreira - Vitória – ES
Todos os direitos reservados ao Vitória F.C. | 2016/2017
FBrandão Agência Web